20 de março de 2013

Cartografia: Aula sobre projeções e escalas


Projeções Cartográficas.

Na confecção dos mapas ou cartas geográficas, os cartógrafos têm de enfrentar o desafio de representar a Terra, que é esférica, em uma superfície plana. Para se ter uma idéia da dificuldade de fazer essa transposição - que está sujeita a várias distorções -, no decorrer dos anos surgiram mais de 200 tipos de projeções cartográficas. As três projeções mais conhecidas são a cilíndrica, a cônica e a azimutal.

















Projeção cilíndrica






Esta representação é obtida com a projeção da superfície terrestre, com os paralelos e os meridianos, sobre um cilindro em que o mapa será desenhado. Ao ser desenrolado, apresentará sobre uma superfície plana todas as informações que para ele foram transferidas. Esse tipo de projeção representa com menos distorções as baixas latitudes.
Nem todas as projeções cilíndricas são iguais. A projeção cilíndrica conforme conserva a forma dos continentes, direções e ângulos, mas altera a proporção das superfícies, como é o caso da primeira projeção elaborada por Mercator.
O ponto forte da projeção de Mercator é a precisão nas distâncias, sendo usada até hoje. Ocorre que esse modelo privilegia as formas dos continentes, mas distorce as áreas. E essa distorção, que cresce conforme aumenta a latitude, acaba resultando em grandes deformações: a Groenlândia, por exemplo, que tem cerca de 2,8 milhões e quilômetros quadrados, aparece no mapa com quase o mesmo tamanho da África, com seus mais de 30 milhões de quilômetros quadrados.
Ao acusar a projeção de Mercator de ser um instrumento dos países ricos, ao norte, para colonizar as nações menos desenvolvidas, ao sul, o alemão Arno Peters apresentou, em 1973, seu modelo de projeção cartográfica. Peters optou pela proporção entre as áreas, chegando a uma representação em que os países ao sul ganham mais destaque. Resultado? Estava instalada a polêmica, com debates que perduram até hoje entre os partidários da cada modelo.

Projeção cônica


Na projeção cônica, a representação é feita como se um cone envolvesse o planeta e depois fosse planificado. Essa projeção é utilizada para mapas de latitudes médias, pois nessa região a distorção é menor.
Projeção plana ou azimutal


Na projeção azimutal, o mapa é construído sobre um plano que tangencia algum ponto da superfície terrestre. Pode representar qualquer ponto da Terra. Um uso comum é para retratar as regiões polares e suas proximidades. O emblema da ONU é uma projeção azimutal.

Escalas
escala, em cartografia, é a relação matemática entre as dimensões do objeto no real e as do desenho que o representa em um plano ou um mapa. Constitui-se em um dos elementos essenciais de um mapa, juntamente com a legenda, a orientação, a legenda (convenções cartográficas) e a fonte.

Representação da Escala:
A escala pode ser apresentada de duas maneiras distintas:

- Escala numerada (representada por números); ou
- Escala gráfica ou de mapeamento (representada por um gráfico).

Escala Numérica:
Quanto ao tipo pode ser considerada:

-Grande (entre 1:1.000 a 1:50.000).
-Média (entre 1:100.000 a 1:1.000.000); ou
-Pequena (no mínimo 1:2.000.000);

Escalas como 1:1000000, 1:500000, 1:250000, 1:100000 ou 1:50000, em geral, são usadas para mapas de continentes, e países, como: Brasil, EUA, Canadá e etc.
Escalas como 1:25000, 1:10000, 1:2500 são utilizadas em cidades, bairros e ruas, para estudos de mais precisão.
Quanto maior a escala, maior o ponto de onde vê, consequentemente, maior a quantidade de detalhes no mapa.

Exercícios de Fixação:

1) Em um mapa, a distância gráfica entre duas cidades é de 8 cm e a distância real, de 16 cm. Qual é a escala desse mapa?

    E : d /D
    E : 8 cm /16 km
    E : 8 cm /1.600.000 cm  (simplificando)
    E : 1 / 200.000
    1: 200.000

    Obs: Transformando de “Km” para “cm”, acrescentam-se cinco zeros.
             Ex: 16 km  =  1.600.000 cm

Km
hm
dam
m
dm
cm
16
0
0
0
0
0



2) Um mapa apresenta escala de 1 : 100.000. A distância real entre duas cidades é de 2 km. Qual é a distância gráfica no mapa?


    d = D x E
    d = 2 km   x   ____1____        =     200.000 cm   
                              100.000                  100.000 
     d : 2 cm  


3) Em um mapa com escala de 1 : 450.000, a distância gráfica entre duas cidades  é de 10 cm. Qual é a distância real entre elas?      

    D : d / E
    D  :  ____ 10 cm ____
               ____1____
                 450.000

    D  : 10 cm x   450.000 _    =   4.500.000 cm
                                  1
    D : 45 km  



Escala Gráfica:






















Curvas de Nível.



Numa planta topográfica, uma curva de nível caracteriza-se como uma linha imaginária que une todos os pontos de igual altitude de uma região representada. É chamada de "curva" pois normalmente a linha que resulta do estudo das altitudes de um terreno são em geral manifestadas por curvas.
São associadas a valores de altitude em metros (m)
As curvas de nível indicam uma distância vertical acima, ou abaixo, de um plano de referência de nível. Começando no nível médio dos mares, que é a curva de nível zero, cada curva de nível tem um determinado valor. A distância vertical entre as curvas de nível é conhecida como equidistância, cujo valor é encontrado nas informações marginais da carta topográfica.






0 comentários:

Postar um comentário