17 de fevereiro de 2013

Geografia Geral - Aula 1 - Evolução do conhecimento geográfico

       Geografia: Conceito.

       A geografia estuda as relações existentes entre os aspectos físicos, biológicos e humanos, considerando esses aspectos relacionados entre si. Ela é a ciência que estuda a organização do espaço, onde região, natureza e cultura constituem os elementos da paisagem geográfica, estando os mesmos interligados.

       O OBJETO DE ESTUDO DA GEOGRAFIA

A geografia tem como objeto de estudo o espaço geográfico, ou seja, o espaço natural modificado pelo homem por meio de seu trabalho e das técnicas por ele utilizadas, sendo um espaço essencialmente social e, portanto, fruto do processo histórico.
O estudo do espaço segundo a influencia do homem, pode dividir-se em:
1ª natureza: É o espaço natural tal qual foi concebido, sem a interferência antrópica (do Homem).
2ª natureza: É o espaço modificado pelas atividades humanas ou o espaço geográfico.

Espaço Natural 




Espaço Geográfico



A EVOLUÇÃO DO CONHECIMENTO GEOGRÁFICO

Para entendermos a evolução do pensamento geográfico é preciso entender a própria evolução do conhecimento humano através das idades históricas. 

Na Idade Antiga
Filolaus Acreditava que, no centro do universo, encontrava-se fogo e que a Terra era apenas um de seus astros; a Terra, ao fazer um movimento circular em volta do fogo central, dava origem ao dia e à noite. (Sistema Pirocêntrico).
Aristarco de Samos formulou a hipótese de que o Sol era o centro do universo e os planetas circundavam à sua volta obedecendo a órbitas determinadas. Essa teoria ficou conhecida como Heliocêntrica.
Aristóteles afirmou que a Terra era redonda, observando a sombra que ela projeta na Lua durante os eclipses lunares.
Erastótenes calculou com grande precisão a medida da circunferência da terra e a dividiu em paralelos meridianos.
Cláudio Ptolomeu imaginou o Sistema geocêntrico, segundo o qual a Terra, imóvel no espaço, era o centro do universo.

Na Idade Média
Trabalhos importantes foram realizados pelos árabes Ibn Kaldum, ibn Batouta e El Edrisi, que descreveram suas viagens. O veneziano Marco Pólo narrou sua viagem ao oriente em famosa obra, o Livro das Maravilhas do Mundo.
 
Na Idade Moderna
Nicolau Copérnico (1473 – 1543) lançou as bases do sistema Heliocêntrico (o sol como centro).
Fernando de Magalhães: 1ª viagem de circunavegação (1519 – 1522).
Galileu Galilei (1564 – 1642) comprovou o movimento de rotação da Terra. "Eppur si muove" ("E ainda assim ele se move.")
Johannes Kepler lançou as leis da mecânica celeste.
Lei das órbitas:Tomando-se o Sol como referencial, todos os planetas movem-se em órbitas elípticas, localizando-se o Sol em dos focos da elipse descrita.


Lei das áreas: O segmento de reta traçado do centro de massa do Sol ao centro de massa de um planeta do Sistema Solar varre áreas iguais em tempos iguais. 



Importante! Consideremos a figura acima, que representa um planeta em quatro posições de sua órbita elíptica em torno do Sol. O ponto mais próximo do Sol chama-se periélio e o mais afastado, afélio.
       a) No periélio, a velocidade escalar de um planeta tem módulo máximo, enquanto que, no afélio, tem módulo mínimo.
       b) Do periélio para o afélio, um planeta descreve movimento retardado, enquanto que, do afélio para o periélio, movimento acelerado.

Lei dos tempos: Para qualquer planeta do sistema solar, o quociente entre o cubo do raio médio (r) da órbita e o quadrado do período de revolução (T) em torno do Sol é constante.





Na figura, as distâncias do afélio e do periélio ao centro de massa do Sol são a e p.






T é o período de revolução do planeta em torno do Sol (intervalo de tempo também chamado de ano do planeta).
Isaac Newton apresentou a Lei da Gravitação Universal. Tudo se passa no Universo como se os corpos se atraíssem na razão direta das massas e na razão inversa do quadrado da distância que os separam”.


Na Idade Contemporânea


- Surgem nomes importantes para a consolidação da geografia como ciência no século XIX. Entre esses nomes estão:

Alexander Von Humboldt (1769-1859)

- Naturalista, viajante, pesquisador e sistematizador dos conhecimentos geográficos da época. “Defendia o conceito de unidade da natureza e achava que o objetivo da pesquisa científica deveria sempre ser a descoberta da conexão causal dos fenômenos”. (Sodré, 1982).

Karl Ritter (1779-1859)
- Humanista acadêmico. Para Ritter, a Geografia deveria “ser mais do que pura descrição: seu objetivo é familiarizar o homem com o cenário de suas atividades, sendo, por conseguinte, não a descrição desse cenário, mas o da sua relação com o homem”. (Sodré, 1982:34).
Friedrich Ratzel (1844-1904)
- É considerado o fundador da Geografia Humana, que ele denominou de Antropogeografia, e criador da Geografia Política. Elaborou o conceito de Espaço Vital (Escola Determinista).

Espaço Vital:
 
  Trata-se do espaço necessário para a sobrevivência e pleno desenvolvimento de um Estado-Nação. Quanto mais se desenvolve, mais um Estado necessita ampliar seu território. A idéia de Espaço foi muito utilizada durante o domínio nazista na Alemanha.
Paul Vidal de La Blache
- É o fundador da Escola Francesa de Geografia. Tanto ele, quanto seus numerosos discípulos deram ênfase aos estudos regionais. (Escola Possibilista).
Elaborou o conceito de Gênero de Vida.
Gênero de Vida:
“Conjunto articulado de atividades que, cristalizadas pela influência do costume, expressam as formas de adaptação, ou seja, a resposta dos grupos humanos aos desafios do meio geográfico”.
Albert Einstein - Teoria da Relatividade (E=m.c2 )
George Gamov
Teoria do Big Bang A origem do universo teria ocorrido há 15 ou 20 bilhões de anos atrás, quando um átomo inicial explodiu (Big Bang).
Teoria do Universo em Expansão – Esta teoria reconhece que o universo contínua se expandindo, fato comprovado em 1929 pelo famoso astrônomo norte-americano Edwin Hubble, falecido em 1953. Em sua homenagem, o mais poderoso telescópio orbital do mundo, lançado em abril de 1990, foi batizado de Hubble.
James Lovelock
-Teoria GAIA – Apresenta uma visão holística da Terra. Segundo essa teoria a Terra é vista como um organismo vivo; de forma dialética a teoria GAIA afirma que na Terra tudo se relaciona. 

Principais concepções geográficas 


Abordagens da geografia tradicional


A Escola
Determinista Alemã: em sua obra ANTROPOGEOGRAFIA, Frederico Ratzel defendeu a concepção de que o homem recebia uma total influência do meio natural, sendo um ser passivo diante da natureza. Para Ratzel e seus seguidores  o meio natural determinava as formas de ocupação do espaço, pois o homem era submisso ao meio ambiente, não tendo, portanto, condições de modificá-lo. O Determinismo colocava o homem na simples condição de produto do meio.


A Escola Possibilista Francesa: Ligada Inicialmente aos nomes de Paul Vidal de La Blache e Camilo Valloux, que defenderam a concepção de que tanto o meio natural exercia influência sobre o homem como este também poderia influir sobre o meio ambiente, transformando-o e adaptando-o às suas necessidades. O homem seria um elemento ativo na natureza, conforme sua capacidade.

Abordagens da Geografia Moderna
Na atualidade, a Geografia apresenta diversas tendências, das quais podemos destacar:
Escola Nova Geografia
- Yves Lacoste: levanta um protesto contra a geografia tradicional em A Geografia – Isso Serve, em 1º. Lugar para fazer a Guerra.
- Max Scorre (1880 – 1962): desenvolveu a visão ecológica, quando diz que a geografia deve estudar as diferentes maneiras com as quais a humanidade organiza o seu meio.
- Pierre George, Kayser, Guglielmo: também fazer coro às críticas do papel assumido pela geografia tradicional, a serviço da dominação e do poder.
- Milton Santos: onde para qual o mais importante não é o estudo da geografia, mas a definição e o estudo do seu objeto: o espaço.

Escola New Geography (Nova Geografia)
Após a II Guerra com a ascensão dos EUA, deu-se importância ao planejamento
governamental, com forte influência da estatística, aos métodos quantitativos, a teoria geral
dos sistemas, etc. foi também conhecida como geografia pragmática.
 
- Abordagens ambientalistas à enfatizam os problemas da degradação do meio.
Estreitamente associadas à ecologia.
 
- Abordagens crítico-sociais à enfocam a produção do espaço no interior do modo de
produção capitalista, destacando a exploração dos homens pelos homens e as
desigualdades sociais e regionais. Sofreram forte influência do pensamento marxista.

Princípios da Geografia

O caráter científico da ciência da Terra decorre da existência – aplicabilidade – dos seguintes princípios:
Extensão: (Frederico Ratzel) utilizando os recursos da Cartografia, deve-se proceder a localização e delimitação do fato geográfico.
Analogia: (Karl Ritter e Vidal de La Blache) a comparação entre áreas deve levar ao conhecimento das semelhanças e diferenças do fato geográfico. É a Geografia Geral.
Causalidade: (Von Humboldt) corresponde à observação das causas/efeitos interrelacionados num fato geográfico.
Atividade: (Jean Brunhes) a paisagem possui um caráter dinâmico e como tal deve ser estudada, para justificar as transformações do fato geográfico.
Conexão: (Humboldt/Jean Brunhes) os fatos geográficos estão interconectados. Não há fato geográfico isolado, pois os elementos constituintes do espaço apresentam relações entre si.

Divisões da Geografia

Do ponto de vista didático, podemos dividir a Geografia da seguinte forma:
 
Geografia Geral e Sistêmica: enfoca os diversos aspectos das paisagens geográficas no âmbito global. Ex: o relevo terrestre.
Geografia Regional: estuda o espaço geográfico regionalizado. Ex: aspecto sócio-econômico da população do Nordeste Brasileiro.
Geografia Física: enfoca as paisagens naturais ou primitivas, ou seja, aquelas que foram elaboradas pela natureza.
Geografia Humana: enfoca as paisagens humanizadas, ou seja, aquelas que foram elaboradas pelo homem. 

Divisões da Geografia Física

Geomorfologia: estuda o relevo terrestre em seus mais variados aspectos.
Climatologia: estuda os diversos climas da terra.
Hidrografia: estuda as superfícies líquidas do planeta (oceanos, mares, rios, lagos, etc).
Pedologia: estuda a formação e o desenvolvimento dos solos.
Biogeografia: estuda a distribuição geográfica dos vegetais (Fitogeografia) e dos animais (Zoogeografia) pela superfície do globo.

Divisões da Geografia Humana

Geografia da População: enfoca a população em seus múltiplos aspectos (distribuição, crescimento, estrutura, movimentos, etc) Constitui a chamada Demografia.
Geografia Agrária: enfoca a ocupação e utilização do solo pelas atividades agrárias (agricultura, pecuária, extrativismo vegetal, reflorestamento, etc).
Geografia Urbana: enfoca a dinâmica social e econômica observada nas cidades, bem como o papel e a importância do espaço urbano no momento atual.
Geografia da Indústria: enfoca o papel e a  importância da atividade industrial na construção do espaço geográfico.
Geopolítica: é o conjunto de estratégias adotadas pelo estado para administrar seu território. Desta forma, Geopolítica é um campo de conhecimento multidisciplinar, que não se identifica com uma única disciplina, mas se utiliza principalmente da Teoria Política e da Geografia
Quando a Geografia enfoca uma parcela do planeta Terra, seja um país, um continente ou uma província, temos a Geografia Regional.
Quando a Geografia enfoca a dinâmica geral e a distribuição global de um determinado elemento geográfico em toda a superfície terrestre temos a Geografia Geral.

0 comentários:

Postar um comentário