15 de setembro de 2013

Pegada Ecológica e Unidades de Conservação

— A Pegada Ecológica é uma estimativa da quantidade de recursos necessária para produzir, de uma forma continuada, os bens e serviços que consumimos, e absorver ou eliminar todos os resíduos e poluentes que produzimos. Explicado por palavras simples, a pegada ecológica individual será calculada pela área em hectares que uma pessoa necessitaria para produzir os próprios alimentos, para obter água e energia para as suas necessidades, espaço para eliminar os seus lixos, e plantas verdes para capturar a poluição do ar produzido nas nossas atividades, transportes, aquecimento, etc.


— Cada ser vivo necessita de uma quantidade mínima de espaço natural produtivo para sobreviver. Os humanos, neste e noutros aspectos, são semelhantes às outras espécies. Na verdade, a nossa sobrevivência depende da existência de alimentos, de uma fonte constante de energia, da capacidade dos vários resíduos que produzimos serem absorvidos e, assim, deixarem de constituir uma ameaça, bem como da disponibilidade de matérias-primas para os processos produtivos. Contudo, o consumo tem aumentado significativamente, bem como a população mundial, pelo que o espaço físico terrestre pode não ser suficiente para nos sustentar. Para assegurar a existência das condições favoráveis à vida que ainda hoje existe, teremos que viver de acordo com a capacidade do planeta, ou seja, de acordo com o que a Terra pode fornecer e não com o que gostaríamos que fornecesse…

 —Neste momento estamos usando energia a uma taxa superior à sua capacidade de reposição. Para isso recorremos ao "capital natural" acumulado ao longo de milhões de anos, exaurindo-o. Ou seja, o nosso estilo de vida poderá ser insustentável. É por se ter chegado a essa consciência que recentemente se tem dado maior destaque ao conceito de Desenvolvimento Sustentável. Este termo define o progresso ou desenvolvimento que satisfaz as necessidades do presente sem comprometer a capacidade das futuras gerações satisfazerem as suas próprias necessidades.

 —Avaliar até que ponto o nosso impacto já ultrapassou o limite é, portanto, essencial, pois só assim seremos capazes avaliar se vivemos de forma sustentável. Foi assim que nasceu o conceito de Pegada Ecológica. Metaforicamente, a expressão refere-se à marca que cada um individualmente, ou os povos coletivamente, imprimem e deixam para trás na sua caminhada neste planeta. O termo é uma tradução do inglês ecological footprint e refere-se, em termos de divulgação ecológica, à quantidade de solo, água e recursos que seria necessária para sustentar as gerações atuais, tendo em conta todos os recursos materiais e energéticos gastos por uma determinada população.


Categoria
Objetivo
Uso
              Estações Ecológicas
           Preservar e pesquisar.
          Pesquisas científicas, visitação pública com objetivos educacionais.
              
             Reservas Biológicas (REBIO)
           Preservar a biota (seres vivos) e demais atributos naturais, sem interferência humana direta ou modificações ambientais.
          Pesquisas científicas, visitação pública com objetivos educacionais.


             Parque Nacional (PARNA)
          
          Preservar ecossistemas naturais de   grande relevância ecológica e beleza cênica.
        Pesquisas científicas, desenvolvimento de atividades de educação e interpretação ambiental, recreação em contato com a natureza e turismo ecológico.
              Monumentos Naturais
           Preservar sítios naturais raros, singulares ou de grande beleza cênica.
           
             Visitação pública.

              Refúgios de Vida Silvestre
           Proteger ambientes naturais e assegurar a existência ou reprodução da flora ou fauna.
            
            Pesquisa científica e visitação pública.





Categoria
Característica
Objetivo
Uso
           Área de Proteção Ambiental (APA)
           Área extensa, pública ou privada, com a  tributos importantes para a qualidade de vida das populações humanas locais.
           Proteger a biodiversidade, disciplinar o processo de ocupação e assegurar a sustentabilidade do uso dos recursos naturais.
         São estabelecidas normas e restrições para a utilização de uma propriedade privada localizada em uma APA.
           Área de Relevante Interesse Ecológico (ARIE
           Área de pequena extensão, pública ou privada, com pouca ou nenhuma ocupação humana, com características naturais extraordinárias.
           Manter os ecossistemas naturais e regular o uso admissível dessas áreas.
           Respeitados os limites constitucionais, podem ser estabelecidas normas e restrições para utilização de uma propriedade privada localizada em uma ARIE.
          Floresta Nacional (FLONA)
           Área de posse e domínio público com cobertura vegetal de espécies predominantemente nativas.
          Uso múltiplo sustentável dos recursos florestais para a pesquisa científica, com ênfase em métodos para exploração sustentável de florestas nativas.
           Visitação, pesquisa científica e manutenção de populações tradicionais.
           Reserva Extrativista (RESEX)
           Área de domínio público com uso concedido às populações extrativistas tradicionais.
          Proteger os meios de vida e a cultura das populações extrativistas tradicionais, e assegurar o uso sustentável dos recursos naturais.
           Extrativismo vegetal, agricultura de subsistência e criação de animais de pequeno porte. Visitação pode ser permitida.
            Reserva de Fauna (REFAU)
           Área natural de posse e domínio público, com populações animais adequadas para estudos sobre o manejo econômico sustentável.
           Preservar populações animais de espécies nativas, terrestres ou aquáticas, residentes ou migratórias.
           
            Pesquisa científica.
            Reserva de    Desenvolvimento Sustentável (RDS)
           Área natural, de domínio público, que abriga populações tradicionais, cuja existência baseia-se em sistemas sustentáveis de exploração dos recursos naturais.
           Preservar a natureza e assegurar as condições necessárias para a reprodução e melhoria dos modos e da qualidade de vida das populações tradicionais.
           Exploração sustentável de componentes do ecossistema. Visitação e pesquisas científicas podem ser permitidas.
           Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN)
           Área privada, gravada com perpetuidade
           Conservar a diversidade biológica.
           Pesquisa científica, atividades de educação ambiental e turismo.



video



video

video

0 comentários:

Postar um comentário